Busca
/
/
07 de setembro: Como celebrar esta data nas escolas?

07 de setembro: Como celebrar esta data nas escolas?

01 de setembro de 2023

4 min

    O dia da independência do Brasil, memorado no dia 07 de Setembro, é uma data que reverbera um novo capítulo na trajetória do país. 

    Um marco de liberdade e autonomia que merece ser celebrado e compreendido. 

    Para as escolas, a data é uma oportunidade de trazer essa história à vida, permitindo que os alunos se conectem com o passado e absorvam lições importantes para o presente. 

    Neste artigo, vamos explorar ideias de como abordar e enaltecer a Independência do Brasil no seu colégio. 

    Ideias de como abordar o 7 de setembro em todas as etapas de ensino 

    Sabemos que cada etapa de ensino tem suas peculiaridades e necessidades, e justamente por isso exploraremos ideias para cada uma delas, desde os mais pequenos na Educação Infantil, até o Ensino Médio.

    07 de Setembro na Educação Infantil e Ensino Fundamental I

    Na Educação Infantil e no Ensino Fundamental I, a abordagem precisa garantir que as crianças compreendam a importância desse marco histórico. 

    Para tornar esse aprendizado mais eficaz, considere desmistificar ideias errôneas sobre o que antecede esse evento histórico, como o próprio “descobrimento” do Brasil por Portugal.  

    Explique às crianças que o Brasil já era habitado por povos indígenas muito antes da chegada dos portugueses. 

    Isso ajuda a estabelecer uma base sólida para entender a Independência e é essencial para uma compreensão precisa da história do país. 

    Introduza também  o conceito de grandes navegações, explicando como os europeus exploraram novas rotas marítimas em busca de terras desconhecidas.

    Destaque que essas explorações trouxeram diferentes culturas e povos em contato, criando um cenário diversificado no Brasil.

    E que essa construção toda levou ao fatídico 07 de setembro.

    Uma opção igualmente interessante é criar uma peça teatral, onde as crianças podem se tornar personagens históricos e recriar momentos marcantes da Independência do Brasil.

    Isso não apenas torna o aprendizado mais divertido, mas também permite que as crianças se envolvam emocionalmente com eventos do passado.

    Ao proporcionar uma experiência lúdica, estamos cultivando nas crianças uma conexão duradoura com a história, o que não apenas mantém os alunos engajados, mas também incentiva a curiosidade e o desejo de aprender mais sobre o passado do país.

    07 de Setembro no Ensino Fundamental II

    Já no fund II, as turmas estão em um estágio em que podem se aprofundar na compreensão da história de maneira mais crítica e analítica. 

    Nesse sentido, uma das maneiras mais interessantes de abordar esse acontecimento pode ser através da análise da famosa pintura “Independência ou Morte”, de Pedro Américo.

    Em vez de apenas admirar a cena, os estudantes podem ser incentivados a fazer perguntas reflexivas sobre o que estão vendo. 

    Quem são os personagens retratados? A pintura representa exatamente o que aconteceu naquele momento histórico? Essas questões estimulam o pensamento crítico e levam os estudantes a considerar como eventos históricos são representados artisticamente.

    Essa atividade também abre espaço para um debates sobre a decisão de Dom Pedro I de declarar independência, mas ainda manter o Brasil como monarquia. 

    Isso pode levar a discussões sobre as diferentes formas de governo e a evolução política do país.

    Outra sugestão é, após todos esses debates, orientar  a escrita de cartas fictícias de personagens da época da Independência. 

    Dessa forma além de pesquisar eles precisarão se colocar no lugar das pessoas que viveram durante esse período. 

    Por fim, também é possível pedir que os estudantes trabalhem em grupos para criar uma linha do tempo interativa ou pôster que destaque os eventos principais que levaram à independência.

    Isso fará com que todos visualizem a sequência dos acontecimentos e envolverá o alunado de forma ativa na aprendizagem.

    07 de Setembro Ensino Médio 

    Aqui, o estudo pode ser aprofundado e contextualizado para promover reflexão crítica e engajamento.

    Sendo assim, estimular debates entre os alunos pode ser um bom caminho. Exemplos: 

    • Contexto Histórico: Incentive os alunos a explorarem o contexto histórico da independência, discutindo as principais influências, eventos e personagens que levaram à proclamação. Isso ajuda a desenvolver habilidades de análise crítica.
    • Relevância Atual: Qual a relevância do 07 de setembro nos dias atuais? Essa provocação pode fazer com que os alunos compartilhem suas visões sobre como esse marco se aplica às questões contemporâneas. Isso estimulará o pensamento crítico e a conexão entre passado e presente.

    Outra ação pode ser convidar especialistas em história do Brasil ou autoridades locais para ministrar uma palestra, dando aos alunos a oportunidade de fazer perguntas e interagir.

    Organizar concursos de desenho, poesia ou música relacionados a Independência também é uma forma de incentivar  que os alunos se expressem criativamente e tenham um aprendizado mais dinâmico e ativo. 

    De todo modo, o dia da Independência não se limita ao passado. 

    É um convite para os alunos explorarem como os valores atrelados a autonomia e liberdade continuam a moldar o país até hoje. 

    Portanto, ao unir conhecimento histórico com a expressão criativa e a interação com a comunidade, as escolas não apenas celebram o 07 de setembro, mas também capacitam os alunos a se tornarem cidadãos críticos, criativos e comprometidos com o país.

    Receba 100% das mensalidades da sua escola todos os meses sem atrasos.

    Leia também...

    O Educbank seleciona escolas de alto potencial, para que elas transformem a educação do Brasil.

    Seja uma escola apoiada e conquiste a segurança e previsibilidade financeira que as melhores escolas do Brasil utilizam para crescer.

    Processo seletivo

    O que você faria se tivesse uma injeção de capital na sua escola?

    Inscreva-se e participe do processo seletivo do Educbank.