Artigos

Mantenedores de escola: figuras centrais na educação do país

08 de julho de 2022

O que entendemos de mais essencial até agora, em relação aos mantenedores de escola? O Educbank está ampliando o número de escolas parceiras num ritmo acelerado, ainda que mantendo nosso princípio: uma escola de cada vez. Isso consiste num contato diário com mantenedores de escola, e, consequentemente, aprendizagem para o Educbank.

Alguns traços recorrentes começam a se apresentar, e são importantes. Mantenedores de escola estão todos os dias na lida de quase todos os problemas de uma escola; isso, portanto, os ocupa com problemas de naturezas muito diferentes uma das outras. Eles desempenham um trabalho 360° em relação à escola, e a sobrecarga é comum a todos que ocupam essa função. Um mantenedor necessariamente se sente como líder e exemplo, portanto, sente-se responsável pelo futuro e pelo presente da sua escola.

Mantenedores também são aguerridos a um ideal de educação, e priorizam esse ideal nas suas decisões. Muitos, é claro, como é natural no percurso até se chegar a ser um(a) diretor(a), são ex professores e professoras. O impacto disso é importante de se destacar: esse perfil de mantenedor não abre mão da sua relação com o conhecimento e com a aprendizagem em nome de uma relação comercial, ou de lucro. Isso não quer dizer que o equilíbrio a ser mantido aqui seja fácil de obter, pois uma escola também sente necessidade de crescer e de ser lucrativa, esta é uma questão de sobrevivência, afinal.

Queixas com inadimplência e capital de giro também são comuns. Essa dor específica da escola, que atinge diretamente quem está responsável por ela, recai toda sobre o mantenedor. Uma vez que a escola não consegue suportar suas despesas, ela tem que abrir mão do tempo precioso do mantenedor, que poderia estar sendo utilizado para criar e inovar, e agora começa a ocupar ainda mais funções: a de um cobrador de pais, a de um realizador de contratos de venda de carteiras inadimplentes, alguém que busca advogados e mediadores para conseguir cobrir o desfalque financeiro da inadimplência, que tende a se acumular.

O Educbank entende o mantenedor como uma figura central da educação do país. Por isso mesmo, ele está no centro das nossas reflexões e soluções sendo produzidas. Será que até hoje foi dada a devida atenção para essa posição? O devido reconhecimento? Se o setor de educação precisa se transformar, essa transformação passa por esse lugar central, ele é nosso principal interlocutor e qualquer conquista do Educbank é dedicada em prol dos mantenedores das mais de 40 mil escolas particulares do país.

Leia também

O Educbank na mídia:

img
img
img
img
img
img
img
img
img
img
img
img